Blog(Clique aqui para chegar a página de resumo do blog)

Tendências no mercado de auto: como você está se preparando?

Não seria surpresa dizer que a pandemia da COVID-19 afetou todos os aspectos de nossas vidas. Algumas transformações foram repentinas como o distanciamento social, a restrição de viagens, além de uma mudança acentuada no comportamento humano com relação ao consumo e à mobilidade. Outras foram apenas aceleradas pela adoção de comportamentos que já vinham ganhando força como a digitalização de diferentes serviços como de compras, bancários e outros.

Esses novos padrões de comportamento e preferência dos consumidores abrem espaço para a formação de novos hábitos. Afinal, todos nós queremos ter uma vivência positiva em toda a cadeia de valor de consumo, não é mesmo?! Especialmente se falamos de experiências digitais.

2020 foi um ano que impactou também a indústria automotiva – e o cenário parece não ser muito diferente em 2021. Com a lenta retomada da economia e uma previsão de recuperação do PIB em 3% no Brasil neste ano (de acordo com o Swiss Re Institute), vemos o setor de automóveis sendo impactado pela redução na venda de veículos novos. De acordo com a ANFAVEA, houve uma diminuição de cerca de 31,6% na produção de novos carros em 2020 comparado com 2019. Tal diminuição, por consequência, impacta diretamente os resultados no mercado de seguros de auto.

Nosso estudo "All change: how COVID-19 is transforming consumer behaviour" aponta tendências que se intensificaram durante a pandemia (e devem perdurar após o seu fim), como a mobilidade, a redução temporária tanto do transporte coletivo como privado. Estas mudanças abrem espaço para novas demandas. Nesta linha, o estudo identificou que alguns mercados têm adotado modelos de produtos "pago por quilômetro", no qual o segurado paga conforme a distância dirigida e as coberturas são desenhadas de forma customizada às suas necessidades.

Mas a pergunta é: como criar valor aos clientes em tempos de mudanças?

As seguradoras podem mitigar os desafios atuais e propor aos seus clientes soluções inovadoras e alinhadas a essas tendências, utilizando novas tecnologias e modelos de precificação baseados em dados, que vão além do perfil do condutor. Por exemplo, a adoção de telemetria oferece às seguradoras dados valiosos que permitem melhorar a seleção de riscos e precificar de acordo com o comportamento do condutor, além de contribuir com a digitalização da cadeia de valor do seguro de automóvel. Assim, o uso desses novos dados pode agregar mais valor ao processo de compra de seguros, de gestão de sinistros e de interação com os clientes.

Para muitas seguradoras, a implementação de uma solução de telemetria pode ser um processo complexo e caro, que consome muitos recursos. Os desafios incluem ainda a compilação de grandes quantidades de dados para desenvolver um modelo de pontuação de condução adequado e criação de conhecimento e habilidades. No entanto, acreditamos que os custos em oportunidades perdidas serão maiores do que os custos do desenvolvimento em si. Por isso, estamos felizes em compartilhar que, em colaboração com parceiros estratégicos, a Swiss Re criou uma solução compreensiva em telemetria para ajudar os seus clientes a diferenciar sua proposta de valor aos consumidores finais.

O uso de novas tecnologias como telemetria e a análise de dados serão fundamentais para a nossa indústria fazer frente às novas demandas e hábitos dos consumidores, além de viabilizar a cobertura para os riscos que emergem com as novas necessidades de mobilidade. Entregar uma melhor experiencia e serviços pertinentes será crucial para construir relacionamentos duradouros com o cliente final e aumentar a sua percepção de valor com o seguro. Como resseguradora, entendemos esses desafios e acreditamos que trabalhar juntos é essencial para tornar o mundo um lugar mais resiliente nos próximos anos.

Tags