Prevê-se que os prêmios globais de seguros patrimoniais e de danos mais do que dobrem, para US$ 4,3 trilhões até 2040: Swiss Re Institute

Em meio a um forte crescimento, os negócios de seguros patrimoniais e de danos (P&C) mudarão fundamentalmente. Espera-se que os prêmios globais de P&C mais do que dobrem, para US$ 4,3 trilhões em 2040 de US$ 1,8 trilhão em 2020, uma vez que a composição do portfólio de P&C deve mudar de seguros de automóveis, de menor risco, para linhas de seguros patrimoniais e de danos, de maior risco, de acordo com o estudo sigma do Swiss Re Institute.

Prevê-se um crescimento anual de 5,3% nos seguros patrimoniais, com os prêmios globais de seguros subindo de US$ 450 bilhões em 2020 para US$ 1,3 trilhão em 2040. O desenvolvimento econômico continuará sendo o fator-chave do aumento dos prêmios de patrimonial, contribuindo com 75%, ou seja, até US$ 616 bilhões de novos prêmios. Espera-se que os riscos relacionados ao clima resultem em um aumento dos prêmios globais de patrimonial em 22%, ou até US$ 183 bilhões durante os próximos 20 anos, uma vez que as catástrofes climáticas provavelmente se tornarão mais intensas e frequentes.

Embora a participação no portifólio de risco de P&C deva diminuir para 32% dos prêmios do setor até 2040, de 42% em 2020, o setor de automóveis continuará sendo a maior linha de negócios, com previsão para quase duplicar os prêmios para US$ 1,4 trilhão até 2040 de US$ 766 bilhões em 2020. Na América Latina, os prêmios de automóveis devem crescer de 3% em 2020 para 4% em 2040.