O risco de ciclones tropicais no Brasil

No setor de seguros, chamar um risco de insignificante pode ser uma afirmação perigosa.  A natureza está sempre surpreendendo o mundo com catástrofes que estavam além de crenças amplamente difundidas. Um fenômeno assim ocorreu em 2004, quando testemunhamos a
confirmação do primeiro ciclone tropical na costa do Brasil.

Dez anos mais tarde, um novo estudo científico explora as principais condições atmosféricas que influenciam os ciclones tropicais no Atlântico Sul. Suas conclusões são apresentadas nesta publicação e apontam para uma obser­
vação importante: embora a quantidade baixa de tempestades nesta região possa ser explicada de forma convincente, o Brasil não está isento do risco de ciclones tropicais.

Publicação