Relatório de Pesquisa com Consumidores Latino-Americanos 2013: ouvindo o continente

A América Latina é um setor dinâmico da economia mundial, e seus consumidores figuram entre os mais importantes candidatos a compradores de seguro. Em abril de 2013, a Swiss Re perguntou a mais de 5.000 pessoas em seis países no continente sobre suas opiniões sobre a proteção da vida e da saúde. O Relatório de Pesquisa com Consumidores Latino-Americanos 2013: Captura de oportunidades futuras, analisa os resultados.

Um dos principais objetivos da pesquisa é ajudar as seguradoras a criar produtos acessíveis e personalizados. Seus resultados são baseados em entrevistas realizadas no Brasil, México, Chile, Colômbia, Peru e Porto Rico. O relatório é enriquecido por duas publicações adicionais que oferecem análises em profundidade dos mercados no Brasil e no México.

A importância da simplicidade e da visibilidade

O Relatório de Pesquisa com Consumidores Latino-Americanos 2013: Captura de oportunidades futuras revela que a acessibilidade é um obstáculo significativo à penetração dos seguros, mas não o principal.

O estudo destaca um paradoxo: por um lado, muitas pessoas consideram o seguro de vida caríssimo. Por outro lado, as pessoas dizem que estão dispostas a pagar mais do que o preço atual da cobertura. Isso posto, simplificação e maior transparência no desenho do produto, processo de vendas e procedimentos de subscrição tornariam os produtos mais atraentes e acessíveis.
Em relação às fontes de informação e canais de distribuição utilizados, os entrevistados citam a Internet e os canais tradicionais, como agentes e corretores. A exceção é o Brasil, onde o bancassurance (isto é, a colocação de seguros por meio da rede bancária) ainda domina o mercado.

Quanto ao produto, o que primeiro vem à mente das pessoas são preocupações com doença graves e cuidados de longo prazo, bem como seguro de vida e cobertura para aposentadoria.

Preocupações com a proteção do seguro; cobertura compreensível na linha de frente

A principal lição da pesquisa é a importante discrepância revelada entre as preocupações dos entrevistados e a proteção de seguro com que contam atualmente. Esse déficit é mais acentuado no campo dos cuidados de longo prazo.

Os autores do relatório também reconhecem o imenso potencial de crescimento entre os grupos socioeconômicos menos prósperos. Para resolver esse problema, recorrem à indústria de seguros para desenvolver produtos de microsseguro eficientes.

O Relatório de Pesquisa com Consumidores Latino-Americanos 2013 conclui, também, que as seguradoras não apenas deveriam se concentrar em questões de acessibilidade, mas também em esforços para descrever e apresentar a cobertura fornecida de uma forma que seja simples e compreensível.

Além disso, os autores observam que seria um bom conselho para o setor investir tempo e dinheiro em um processo de marketing completo visando a aquisição de novos clientes. O valor de longo prazo e lealdade resultantes, segundo eles, mais do que compensará a despesa inicial.


Swiss Re estima pagamento de US$...

- Swiss Re estima que suas perdas com os eventos catastróficos (furacões Harvey, Irma e Maria e os terremotos no México) no valor de US$ 3,6 bilhões. - As perdas estimadas para o mercado segurador...

Read the whole story

Modelagem prospectiva: o segredo...

A digitalização e a globalização da sociedade e da indústria estão tornando o panorama de riscos cada vez mais complexo e interligado, aumentando o potencial de acumulação nas carteiras de responsabilidade...

Read the whole story