Fatores de risco à saúde no Brasil

A Swiss Re acaba de lançar um novo estudo, em colaboração com a Harvard School of Public Health (HSPH), sobre fatores de risco à saúde no Brasil

As doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs) estão se tornando cada vez mais prevalentes em mercados emergentes e de alto crescimento. É importante entender melhor estas tendências, tanto a partir de uma perspectiva de saúde pública quanto do desenvolvimento de grupos sustentáveis de seguros de vida e saúde. A publicação Fatores de Risco à Saúde no Brasil é parte da colaboração de pesquisa entre a Swiss Re e a Harvard School of Public Health (HSPH), a qual foi realizada por 45 pesquisadores de ambas as instituições e inclui o projeto Análises Sistemáticas Explicativas de Fatores de Risco que Afetam a Saúde Cardiovascular (SEARCH, na sigla em inglês).

O objetivo dessa parceria é compreender melhor a relação entre os fatores de risco e os resultados de saúde nos principais mercados emergentes, como Brasil, China, Índia e México. Com o crescimento econômico, o perfil de saúde destes países está mudando rápido e significativamente. A incidência das DCNTs cresce rapidamente, proporcionando um grande desafio para os provedores e financiadores públicos e privados de serviços de saúde.

O Brasil é um país vasto e, apesar dos esforços extensivos das autoridades de saúde pública, ele ainda sofre com focos de doenças infecciosas graves. Ao mesmo tempo, é atormentado pelo aumento de DCNTs, uma situação agravada pelo envelhecimento da população. Tal como acontece com outros mercados emergentes, o Brasil tem uma classe média crescente. Esta classe média já expressou sua frustração quanto à prestação insuficiente de serviços públicos, como na área de transportes públicos. Manter os serviços no mesmo ritmo que a demanda é tarefa complicada, por isso, a saúde tem potencial para ser mais uma das muitas questões políticas que causam discórdia. Mas não precisa ser assim.

Nós, na Swiss Re, acreditamos que a necessidade de se ter uma maior cobertura de saúde pode ser tanto uma oportunidade como uma ameaça. Os seguros de saúde podem desempenhar um papel valioso na expansão do acesso à saúde de forma acessível e confiável. Com os artigos do projeto SEARCH, esperamos melhorar a compreensão, por parte dos agentes públicos e privados, sobre a situação da saúde no Brasil.

Evento de lançamento

A Swss Re promoveu, no dia 10 de março em São Paulo, um Fórum para apresentar o novo estudo e debater o tema. Acesse a página do evento para ler o resumo dos principais tópicos abordados, ver os resultados da pesquisa realizada com os participantes e conferir algumas as fotos.

 

Publicado em 11 de março de 2015


Modelagem prospectiva: o segredo...

A digitalização e a globalização da sociedade e da indústria estão tornando o panorama de riscos cada vez mais complexo e interligado, aumentando o potencial de acumulação nas carteiras de responsabilidade...

Read the whole story

sigma 2/2016: Garantindo os mercados...

- O relatório sigma identifica 21 mercados na África Subsaariana, América Latina, Comunidade de Estados Independentes e Sul da Ásia com a combinação de condições ideais para o crescimento dos seguros...

Read the whole story