Acidentes de transporte terrestre no Brasil: tendências gerais e riscos de morbidade e mortalidade entre os usuários de automóveis e motocicletas

Em 2012, no Brasil, perderam-se cerca de 1,4 milhões de anos potenciais de vida devido aos acidentes de transporte terrestre (ATT) e estes aparecem em 5º lugar entre as causas de morte dos brasileiros, precedidos de doenças crônicas como problemas cardiovasculares e neoplasias que são as principais causas de morte em países de alta renda.

Essa característica epidemiológica, em que doenças mais comumente encontradas em países de alta renda dividem o topo do ranking com doenças de países de média e baixa renda, mostra que o Brasil está em fase de transição da sua carga de morbidade e mortalidade, consequência das suas mudanças demográficas e econômicas.

Essas mudanças têm ocorrido rapidamente e por isso é importante que o mercado segurador acompanhe de perto essas tendências de risco para oferecer produtos cada vez mais eficientes e eficazes.

Pensando nisso, a Swiss Re apresenta um artigo que explora os riscos de morbidade e mortalidade dos acidentes de transporte entre os usuários de automóveis e motocicletas no Brasil.

 

publicado:30 de janeiro de 2015


Modelagem prospectiva: o segredo...

A digitalização e a globalização da sociedade e da indústria estão tornando o panorama de riscos cada vez mais complexo e interligado, aumentando o potencial de acumulação nas carteiras de responsabilidade...

Read the whole story

sigma 2/2016: Garantindo os mercados...

- O relatório sigma identifica 21 mercados na África Subsaariana, América Latina, Comunidade de Estados Independentes e Sul da Ásia com a combinação de condições ideais para o crescimento dos seguros...

Read the whole story